Links Interessantes

Psicologia e Meditação


Por Sonia Regina Lyra*

Por estes dias está sendo realizado na Universidade de Harvard um Congresso Internacional cujo tema principal é a MEDITAÇÃO. Neurociências, Psicologia e Espiritualidade, unem-se para abordar um tema tão amplo quanto controverso, uma vez que é parte fundante de todas as tradições.
No budismo chinês, temos uma série excelente de imagens – representadas pela doma do boi - que podem retratar também o que na Psicologia Analítica é denominado libido ou energia psíquica.

Quando perguntaram ao mestre Po-chang o que é o Buda, ele respondeu: “É o mesmo que procurar o boi em que você já está montado”; e quando lhe perguntaram, mas de que serve conhecer o boi? ele ainda respondeu: “É como ir para casa montado nele”. A casa é um lugar psíquico que algumas vezes é denominado como centro da alma e ir em sua direção implica um processo de transformação que as religiões denominaram conversão e que a Psicologia de Jung chamou processo de individuação. O boi, no entanto, precisa ser procurado e domado o que representa uma mudança significativa na personalidade do cavaleiro que pode, em tempo oportuno, meditar de modo cada vez mais profundo, enquanto seus dilemas se dissolvem. Quando temos um problema, saímos em busca de solução. Solução é a dissolução do problema; este se liquefaz enquanto a vida e a respiração voltam a fluir. Contemplando o céu e respirando!

O boi e o boiadeiro, como uma imagem que perpassa os séculos, retratam as diferentes fases do desenvolvimento da meditação e consequentemente da autotransformação ou autoconhecimento e que, apresentam o equilíbrio final de dois modos de ser da mente: a animal e a espiritual. No entanto como em todo começo inicia-se a luta para sair da confusão na qual a meditação surge como uma habilidade para se alcançar as metas da vida. Entre estas, trata-se de aprender a acalmar o corpo, regular a respiração, voltar o olhar para dentro (inconsciente) a fim de que se possa explorar outras dimensões da consciência.


A primeira etapa da meditação consiste, pois, em sair à procura do boi. O menino (ego-eu), com uma corda na mão, procura o boi à sua volta e ao olhar por sobre o ombro dá a entender que o passado ainda o domina. Ele afastou-se de casa, ficando cada vez mais perdido e confuso, levando consigo uma ânsia – agon – de voltar, de encontrar o algo perdido. Afastando-se de si mesmo, o menino afastou-se também do boi. O boi fujão retrata modos de comportamento fora de controle que dominam e destroem, repetindo formas infantis de comportamento que foram adequadas na infância, mas que agora de nada servem. A corda representa uma tentativa de busca (via, caminho), como possibilidade de reencontrar-se a si mesmo, sabendo que o bom êxito requer que se chegue a um acordo com a natureza do boi, ou, em outras palavras, que se chegue a termos com o inconsciente!

* Os desenhos originais e os comentários atribuídos às Dez Figuras de Kakuan Shien (Kuo-an Shih-Juan), um mestre chinês do século doze


*Sonia Regina Lyra, Psicóloga, CRP 08/0745, Analista Junguiana (Inst. Junguiano SP, Assoc. Junguiana do Brasil - AJB e Intern. Association for Analytical Psychology - IAAP). Mestre em Filosofia (PUCPR) e Doutora em Ciências da Religião (PUCSP). É presidente do ICHTHYS Instituto de Psicologia e Religião.sonia@ichthysinstituto.com.br

Artigo publicado no jornal Universidade, 150,  junho 2012

Mais Artigos:

Entrevista com Sonia Lyra para a Edição Especial da Teologia Acadêmica sobre Psicologia da Religião

Sonia Lyra leva imaginação ativa à Alemanha

Salmos chilenos

Os Sonhos e a Morte

Alienação e Experiência Religiosa

Nietzsche, Jung e a Morte de Deus

Espiritualidade e Saúde em Hildegard de Bingen

Niilismo e Arte

ORIXÁS: As Forças da Alma

O Pecado Original

Revela-se o germe: Vida

Psicologia e Vida Mística

Angústia Psicológica ou Angústia Teológica?

O Sol sobre o Pântano

Flagelo da classe média

A Ganância da Honra

São Paulo à La Carte

"O homem não aceita mais ficar triste"

Abel

Sem Esperança

Os Sonhos

Meninas fáceis

Pedofilia - O Fascínio do Horror

Insônia

A importância de Jesus na educação, independentemente de religião

Luiz Felipe Pondé

Carta de Bill W. a Carl Jung

Não precisa casar. Sozinho é melhor

Agostinho e a Configuração da Interioridade

Depressão na terceira idade

A rosa e o tempo

O filósofo, a torre e o Papa

A existência é culpada ou inocente? Deleuze e a filosofia de Nietzsche

O ser humano é mentiroso, corrupto, frágil e confuso

Dez Teses contra a Torre de Babel

Ateísmo e Inocência: uma análise a partir de Jung e Nietzsche

Sonho e premonição

Zaratustra e o Niilismo em: das Três Metamorfoses

Morte de Deus e Salvação da Alma: Jung Leitor de Nietzsche

Lições de Sade, ensaios sobre a imaginação libertina

Ichthys - Instituto de Psicologia e Religião
Fone: (41) 3357-9895 / 9990-0575 - secretaria@ichthysinstituto.com.br - ichthys@ichthysinstituto.com.br